29 dezembro 2008

Retrospectiva 2008

Eu particularmente achei o ano ótimo, não no aspecto (sem probleminhas) mas sim no fato de (todos solucionados com simplicidade), e acho sinceramente que isso é o que mais importa! Mas sempre é bom deixar registrado os "melhores momentos"...rs

JANEIRO: Digamos que tomei a decisão de romper com o passado. Isso mesmo, bem no primeiro dia do ano, ou pra ser mais exata "nas primeiras horas" dele, consegui lá do mais profundo de mim, me desligar de um passado que não me traria mais nada a não ser recordações. Entrei o ano querendo ser feliz, querendo novidade, risos e mais risos. "... Assim que se olharam, amaram-se; assim que se amaram, suspiraram; assim que suspiraram, perguntaram-se um ao outro o motivo; assim que descobriram o motivo, procuraram o remédio. (Shakespeare)..."... E como um simples olhar ou um simples sorriso pode mudar tudo... (Jacson F. Heiderscheidt.)

FEVEREIRO: Mudanças, novidades, frio na espinha... Mas tudo valeu à pena, valeu muito à pena! Minha trilha sonora deste mês foi todinha do Ivan Lins: "Vieste à hora e a tempo, soltando meus barcos e velas ao vento, vieste me dando alento, me olhando por dentro, velando por mim... Vieste de olhos fechados num dia marcado, sagrado prá mim, vieste com a cara e a coragem, com malas, viagens, prá dentro de mim... Meu amor.”... "A gente se amava, antes de se conhecer... O tempo me guardou você!!

MARÇO: A mágica dos fatos é a surpresa que ele nos revela, aquela sensação de (o que vai acontecer agora?). Nesses dias cantei um pouquinho de Djavan... Ando tão perdido em meus pensamentos... Vejo que o que sinto por ti é mais. Quando te vi, aquilo era quase o amor, você me acelerou, acelerou, me deixou desigual... Chegou pra mim, me deu um daqueles sinais... Depois desacelerou e eu fiquei muito mais!!! A distância é como os ventos: apaga as velas e acende as grandes fogueiras. (Machado de Assis)

ABRIL: "Lembra de mim... Se existe um pouco de prazer em sofrer... Querer te ver talvez eu fosse capaz... Perto daqui ou, tarde demais..." (Ivan Lins) Estive por este mês um poço de indecisões, dúvidas, ficou tudo muito bagunçado dentro de mim, eu realmente só queria compreender o incompreensível. Mas estranho, cada vez que dava um passo a frente, lá estava tudo igual, parece que eu caminhava sem sair do lugar, no auge da minha decisão, lá estava o mesmo tom de voz, o mesmo olhar e tudo isso remexia novamente no que já estava quieto. Uma vez li em algum lugar: "Certas lembranças, certos processos mentais são como um dente que dói e que se precisa estar sempre tocando, apenas para ter a certeza de que ainda dói.”... rs, acho que é mais ou menos isso mesmo.

MAIO: Me sinto mais animada, mês das Mães, das Noivas...Outono...!! Algumas coisas que ha poucos dias me eram extremamente (obscuras) já se tornaram um pouco mais fáceis de entender, também tomei a decisão de não tentar escapar de certas lembranças, vi melhor resultado mergulhando nelas e tomando impulso para voltar à tona com menos desespero e mais sabedoria. Isso funcionou, me fez sentir melhor. Mas as recaídas fazem parte das súbitas melhoras, e tem momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa do pensamento e abraçá-la. (Acertei ou não com isso?) Sinceramente não faço idéia, mas também não me arrependo. Não gosto de despedidas, elas são geralmente frias e eu nunca gostei dessa sensação, sempre preferi o "Até um dia", é menos sombrio. Então tudo ficou assim, olho no olho, verdades, palavras, momentos, risos, emoções, possibilidades, realidade... e até um dia!!

JUNHO: Esse mês tenho poucas palavras, canções fazem a vez: "Desculpe mas não posso prometer que eu nunca vou te machucar porquê, sob a dura condição humana, vivemos, eu e você como sempre foi todo dia é um novo dia... Eu sei que mal a gente se juntou e já mudou o modo de pensar e o medo de mudar assusta, eu sei...E custa a aliviar! Mas não há de ser mais forte que um novo dia...Afinal tudo aconteceu de repente, num sinal era tudo tão diferente...O amor chegou e eu cheguei pra você, você me olhou e a gente pagou pra ver..." (Linux - Condição Humana). No final do mês um pedido foi feito em forma de canção: "Não guarde mágoa de mim, também não me esqueça, talvez não saiba amar nem mesmo te mereça, como as ondas do mar sempre vão e vem nossos beijos de adeus na estação de trem, um gosto de lágrima no rosto, palavras murmuradas que eu quase nem ouço... Em algum lugar no tempo nós ainda estamos juntos... Não tenha medo de mim, não importa o que aconteça não me tire da sua vida nem desapareça... como as ondas do mar sempre vão e vem nossos beijos de adeus na estação de trem, um gosto de lágrima no rosto, palavras murmuradas que eu quase nem ouço... Em algum lugar no tempo nós ainda estamos juntos, em algum lugar, ainda estamos juntos...". Digamos que é uma canção e nada mais, são pedidos e promessas incapazes de resistir ao tempo e ao depois, (o imensurável depois). Mas tudo bem, o mês terminou e em alguns momentos, eu senti uma falta absurda dele, em outros descobri que vivia muito bem longe dele.!

JULHO: Sempre gostei muito do mês de julho, meu aniversário, sempre foi um mês de alegrias. De fato, assim foi e graças a Deus cheguei aos meus 3.1, confesso que foi mais fácil do que pensava... rs. Só que esse mês não foram só risos, no dia 28 os anjos quiseram a companhia do meu pai, acho que precisavam dele lá, e inocentes nem sabiam que eu também queria muito que ele ficasse por aqui no mínimo por mais uns 50 anos... Me faltou tempo pra dizer tanta coisa, me faltou tempo pra abraçar e beijar mais... Pouco consigo escrever sobre o assunto, me fogem expressões e palavras. "... Com o tempo se aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha." (William Shakespeare).

AGOSTO: Neste mês não se falava em outra coisa senão "Olimpíadas de Pequim...China, Beijing...Pequim... "Tortura Chinesa" No aspecto real da coisa...rs

" Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome... AUTO-ESTIMA. Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades. Hoje sei que isso é... AUTENTICIDADE. Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de AMADURECIMENTO. Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama... AMOR PRÓPRIO. (Charles Chaplin). É isso, neste mês eu ME AMEI DE VERDADE, e essa foi uma sensação incomparável a qualquer outra que já senti! "O tempo não comprou passagem de volta. Hoje tenho lembranças e não saudades. (Mario Lago)

SETEMBRO: "NÃO DEIXE O AMOR PASSAR" Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida. Se os olhares se cruzarem e neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu. Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês. Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor. Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR. (Carlos Drummond Andrade)

OUTUBRO: Aniversário do irmão mais amado desse mundo: "O MEU". "Daqui desse momento do meu olhar pra fora, o mundo é só miragem, a sombra do futuro, a sobra do passado, a sombra é uma paisagem, quem vai virar o jogo e transformar a perda em nossa recompensa, quando eu olhar pro lado eu quero estar cercado só de quem me interessa... Às vezes é um instante, a tarde faz silêncio o vento sopra a meu favor, às vezes eu pressinto e é como uma saudade de um tempo que ainda não passou, por trás do seu sossego, atrasa o meu relógio, acalmo a minha pressa, me dá sua palavra sussurre em meu ouvido... Só o que me interessa... A lógica do vento, o caos do pensamento, a paz na solidão, a órbita do tempo, a pausa do retrato, a voz da intuição, a curva do universo, a fórmula do acaso, o alcance da promessa, o salto do desejo, o agora e o infinito... “É o que me interessa.” (Lenine - É o que me interessa)

NOVEMBRO: Tudo já começa brilhar mais, às arvores já são montadas, as pessoas correm de um lado pro outro, fazendo planos para o Natal, todo dia fica com cara de sábado, (digo sábado porque gosto demais desse dia da semana) todos os fatos são aceitáveis, para tudo vemos esperança! Esse mês foi extremamente corrido, casa, roupas, móveis, mudanças, enfeites, decorações! E eu? Simplesmente amei tudo do jeitinho que aconteceu!!!

DEZEMBRO: Amo dezembro, do início ao fim. Dezembro é o mês em que se comemora o aniversário da mulher mais maravilhosa que conheço, da mais perfeita, da mais sábia, mais inteligente!!! Minha mãe, meu chão, minha melhor amiga, o grande amor da minha vida!!!! Natal! Bendita seja a data que une a todo mundo numa conspiração de amor.!!!

*

01 novembro 2008

Outono

Como apreciadora que sou do "Outono", não posso deixar de comentar algo aqui, já que nos Estados Unidos em Novembro é Outono!!! Rsrsrs

Uma estação propícia a romances como o de Charlize Theron e Keanu Reeves em "Doce Novembro". Não deve existir nada mais belo que viver um romance de outono!! Em algum momento aqui, em outras postagens, devo ter escrito algo a respeito. Mas agora senti vontade de repetir a dose!!

Ruas de Outono

Nas ruas de outono os meus passos vão ficar e todo abandono que eu sentia vai passar... As folhas pelo chão que um dia o vento vai levar, meus olhos só verão que tudo poderá mudar... Eu voltei por entre as flores da estrada pra dizer que sem você não há mais nada quero ter você bem mais que perto com você eu sinto o céu aberto... Daria pra escrever um livro se eu fosse contar tudo que passei antes de te encontrar pego sua mão e peço pra me escutar seu olhar me diz que você quer me acompanhar... (Ana Carolina)

15 outubro 2008

De lá pra cá nem sei...

No dia em que fui mais feliz, eu vi um avião se espelhar no seu olhar até sumir... De lá pra cá não sei caminho ao longo do canal, faço longas cartas pra ninguém e o inverno no Leblon é quase glacial... Há algo que jamais se esclareceu, onde foi exatamente que larguei naquele dia mesmo o leão que sempre cavalguei...Não sei o que em mim só quer me lembrar que um dia o céu reuniu-se à terra um instante por nós dois pouco antes do ocidente se assombrar. No dia em que fui mais feliz...

09 outubro 2008

Se...

Se tivesse acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades teria ouvido as verdades que eu insistia em dizer brincando, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da platéia que me sorria.
(Charles Chaplin)

19 setembro 2008

Sem pretenção...

Não quero alguém que morra de amor por mim...Só preciso de alguém que viva por mim e queira estar ao meu lado. Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade. Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim... Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível... E que esse momento será inesquecível... Só quero que meu sentimento seja valorizado. Quero sempre poder ter um sorriso estampando meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre... E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor. Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...e poder ter a certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos. Quero ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho... Que me veja como um ser humano completo que apenas abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, quero alguem que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento... e não brinque com ele. E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesma. Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe... Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz. Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, obterei êxito e serei plenamente feliz. Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas... Que a esperança nunca me pareça um "não" que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como "sim". Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros... Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim...e que valeu a pena !!

12 setembro 2008

Ao seu lado...

Estou aqui não porque deva estar, nem porque me sinto cativo nesta situação, mas porque prefiro estar contigo a estar contigo a estar em qualquer outro lugar no mundo.

Richard Back

05 setembro 2008

Dom Casmurro com Pistache"

Sorvete de Pistache tem sabor de felicidade...
O cheiro dele é tranqüilizante! Bem, falo por mim, com certeza deve existir quem sinta todas essas emoções tomando sorvete de creme, gosto não se discute.
Não que eu deixe de apreciar outros sabores, mas o pistache tem algo de diferente, ele combina com fim de tarde, com vento no rosto, com música bem composta...
Hoje me dei ao "luxo" de tomar um, simplesmente ignorei as absurdas calorias que ele tem.
Tava precisando viajar em meus pensamentos, ficar quietinha, ter um particular comigo, relaxar, afinal de contas "hoje é sexta-feira", e eu realmente merecia isso.
Agora vou repetir a frase que uso em todo término do sorvete de pistache:
- Esse aqui foi o melhor de todos que já tomei! (Risos)
Hoje li em algum lugar, e gostei muito, apesar de já ter lido o livro e assistido peça, já não me lembrava destas falas de Dom Casmurro:
-----------------------------------------------------------------------------------
"Os olhos continuaram a dizer coisas infinitas, eram as palavras de boca que nem tentavam sair, tornavam ao coração caladas como vinham."
"Talvez abuso um pouco das reminiscências osculares, mas a saudade é isto mesmo; é o passar e repassar das memórias antigas..."
-----------------------------------------------------------------------------------
Ta aí, sorvete de Pistache combina com o amor de Dom Casmurro também!
Saldo do dia: Muita tranqüilidade

03 setembro 2008

Vaga-lume funciona??

Eu aprendi que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nos precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto.(William Shakespeare)
Ao findar um dia de trabalho "daqueles", vamos para a maratona diária de aguardar o sagrado ônibus, demorou um pouquinho, mas chegou, e como recompensa vieram 2 de uma só vez. Claro que neste caso devemos pegar o primeiro para garantir, mas ele estava cheio, e o de trás "vazio". Então começa bater lá no fundo do peito uma vontade incontrolável de descer e pegar o outro.
Mas e se ele passar a frente deste? Nossa, que emoção, querer descer do ônibus, medo de não dar certo, assim tivemos momentos de metamorfose "adulto/adolescente". Porém, quando menos se espera, olhamos para o outro ônibus, o motorista acenou e nos chamou para lá, isso mesmo, nos chamou! Ah, era tudo que a gente precisava para embarcar nessa aventura. Pronto, descemos e subimos no outro, simplesmente vazio, até escolhemos lugar.
Então, conversa vai, conversa vem, tanto assunto sensato, tanto papo coerente, mas imagine se passaríamos a noite sem uma “pérola”. De repente, em meio a um acordo, rolou uma espécie de negociação:
Veja só, um trechinho imperdível do um diálogo entre pessoas extremamente cansadas às 19:00 da noite:
- Algumas informações por um vaga-lume.
(Só que antes de fechar o acordo, surge a "hilária pergunta")
- Mas o vaga-lume precisa estar "funcionando"??
- Não..., não precisa trazê-lo funcionando, pode desligar no caminho e ligar só aqui, mas o que eu quero é ver ele "aceso"!!!
Então ficamos assim, você trás o vaga-lume e eu lhe passo as informações que precisar.
Saldo da noite: Ataque de risos
By

30 agosto 2008

in Quincas Borba

“E enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo, meu rico senhor; é a perfeição universal. Tudo chorando seria monótono, tudo rindo, cansativo; mas uma boa distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas, acaba por trazer à alma do mundo a variedade necessária, e faz-se o equilíbrio da vida. (Machado de Assis - in Quincas Borba)

29 agosto 2008

Sexta-Feria

Mais uma sexta-feira, dia de começar classificar os documentos da semana para contabilizar. Pronto lá estou eu falando em contabilidade... Mas pensando bem é isso mesmo não é?
Bom, eu como uma madrinha "exemplar", já estava ha dias sem ver meu afilhado. Agora à noite fui visitá-lo.
Meu Deus, cansaço, dúvidas, stress, enfim, tudo simplismente desaparece diante do olhar dele, seu sorriso é cativante, é uma espécie de bálsamo, não dá pra explicar. Como é delicioso passar momentos do ladinho dele. Passaria o resto do meu fim de semana abraçadinha com ele, vendo suas gracinhas... agora ele aprendeu a fazer "não" com a cabeça, tudo é não pra ele, mas como é maravilhoso brincar com esse anjinho e ver ele gargalhar fazendo "não".
William Shakespeare já escreveu:
Eu aprendi....que ter uma criança nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;
E como ele foi feliz neste escrito, mas como ele descreveu com perfeição o "ter uma criança nos braços".
Bem, eu já estou, literalmente, pedindo arrego... eu preciso descansar!!!!!
Boa noite
By

28 agosto 2008

6 anos

Mais um ano se passou, e eu ainda lembro de tudo com muitas saudades. Todos os anos, mal amanhece o dia eu assisto com nitidez o filme que rola na minha mente, vejo tudo de novo, e todos os anos, tenho a sensação que tudo acabou de acontecer a um dia atrás. Mas a saudade é intrusa, não pede licença, vai chegando como se nada fosse, e fazendo doer o peito da gente.
Mario Prado definiu a saudade assim: Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.
Clarice Lispector já foi mais alem: Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.
E ela não exagerou quando chamou saudade de “um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.”
Só é imensurável, a saudade que a gente sente de alguém que já partiu essa não tem como matar, só se pode mesmo é dar vazão às lembranças, de todos os momentos bons, e de toda amizade devotada enquanto assim nos foi permitido.
Saudades eternas *28/08/2002

27 agosto 2008

Tudo em paz!

Hoje confesso que o dia foi bem mais light. Acordei no mesmo horário, o ritual diario foi o mesmo, porém a garganta já não dói tanto. O ônibus não estava tão cheio, até sentei...rs. O dia de um modo geral foi muito menos extressante que o de ontem, eu arriscaria dizer que foi tranquilíssimo! Tanto que nem notei o relógio bater 18:00, só me dei conta disso quando ouvi o sino da igreja.

O ônibus hoje passou, digamos que "quase" no horário. Se tudo correu bem o dia todo, claro que continuaria assim até o findar da noite! Rsrs, chega ser engraçado, os olhares desesperados, tentando mirar um passageiro que vá descer do ônibus, para subitamente ocupar o lugar desta pessoa. Mas como falei, foi tudo perfeito, lugares desocupados, sem apertos, minhas pernas nem foram encolhidas hoje, isso não é maravilhoso? Ainda de quebra durante a viagem encontrei umas balinhas de chocolate na bolsa, nossa elas chegaram em um momento tão bom, que pareciam até um bom prato de arroz com feijão, bife, salada e fritas, claro, salvando as devidas proporções de inconveniência delas, naquele momento crucial em que grudam nos dentes da gente nos impedindo até de falar, não que eu goste tanto assim de falar, mas...rs.

Saldo da noite: Tudo em paz!

By

26 agosto 2008

Cansada

Hoje nenhuma outra palavra caberia aqui, senão: "Cansada"...rs. Acordo às 5:45, sigo todo aquele ritual diario, mas hoje com um detalhe, "dor de garganta"... enfim às 06:30 saio de casa. Ônibus cheio, viajo em pé, chego ao trabalho, tomo remédio, mas ainda dói. O dia foi inesquecível...rs, parece que todo mundo queria falar comigo, os telefonemas? Eram sim, todos para mim... Até que entre tantas emoções, a horinha esperada se aproxima. Pego minhas coisas numa ânsia tremenda de ir logo para casa. Chego no ponto de ônibus 18:13, o ônibus das 18:15 não passou... bem, o das 18:35 também não passou... tudo bem... vamos cultivar a paciência!! O tempo vai passando, até que ele surge, tá certo que isso já eram 19:00, e o ônibus estava basicamente cheio, sem problemas...tudo que eu quero é entrar..rs Bem entrei... passei... mas acho que eu queria um pouquinho mais que entrar, queria mesmo era arrumar um lugarzinho para sentar...rs. "Arrumei", mas que ótimo! Espera, eu disse ótimo? O tal banco era em cima da roda do ônibus, o banco apertadíssimo, viajei com as pernas encolhidas, imóveis...rsrs. Agora, depois de um dia desses, como posso estar senão "cansada".? Mas é só isso, porque sabe que lá no fundo, amo demais minha vida, com toda essa rotina, sem tirar nem por!
Bem, amanhã é outro dia!!
Boa noite!

16 agosto 2008

*Cidade dos Anjos:

Tudo começa com a frase do próprio tema musical do filme, e que nota-se ser o pensamento principal do filme: "And I'd give up forever to touch you", ou seja, "E eu desistira da eternidade para te tocar".
É fato, sempre há para cada um de nós uma pessoa especial, uma pessoa feita sob medida, alguem com quem você trocaria qualquer coisa apenas para poder estar ao lado dessa pessoa.
Amei o filme, tudo bem que chega ser engraçado dizer que fui assistir o filme "hoje" pela primeira vez, mas sempre é tempo né! Só me arrependo de não ter procurado assistir há uns 10 anos atrás...rsrs!
Algumas pérolas do filme...

"Talvez a emoção se torna tão intensa que transborda do corpo. Sua mente e seus sentimentos tornam-se poderosos de mais. E seu corpo chora."

"Algumas coisas são verdadeiras, acreditando nelas ou não."

"De que lhe adianta ter asas, se você não pode sentir o vento?"

"Prefiro sentir seu cabelo uma vez, prefiro tocar sua mão, lhe beijar uma vez, do que passar a eternidade sem isso!"

"Quando me perguntarem do que eu mais gostei, vou dizer que foi de você!"
Boa Noite!

10 agosto 2008

Pai

Nas primeiras horas desta madrugada, soube que meu pai desencarnou. Sei que segundo a doutrina espírita que creio, devo me conformar e compreender tudo. Mas hoje, neste exato momento ta muito difícil, eu to sem chão, só eu sei o tamanho do meu amor por ele. Não estou conseguindo trabalhar com isso, está doendo tanto, mas tanto, estou atordoada. Meu Deus, tanta coisa que eu queria poder dizer a ele, eu sempre disse que o amava muito, que tinha muito orgulho dele, mas queria também poder ter falado, que seja lá o que aconteceu, qualquer coisa que eu fiz nestes últimos anos, foi única e exclusivamente por amar demais, por sentir muito, mas muito orgulho em ser sua filha. Hoje, olhando algumas fotos do meu 1º aniversário, fiquei por oras olhando pra ele na foto, então minha convivência com ele passou na minha mente como flash de um filme, vejo varias cenas da minha vida, vários momentos que ele esteve comigo, lembro que eu roía unha quando pequena e ele me dizia: - Não faz isso moleca, uma das unhas da gente é venenosa, a gente nunca sabe qual é...Então não roa nenhuma... E eu acreditei piamente nisso, afinal era o homem mais sábio do mundo que estava falando. E eu gostava se sentar ao contrário em uma cadeirinha que eu tinha, e ficava pulando, brincando de cavalinho... Ele me mandava parar, mas eu achava aquilo tão engraçado, até que um dia, acabei caindo para trás, e batendo a cabeça na quina de uma mesinha... Nossa, corri pro colo dele, e como eu chorava, ele tão sereno como sempre, só falava: - Olha aí, ta vendo filha, o pai falava pra você parar... Na maioria das vezes me chamava de moleca, meu Deus, mas como eu amava ouvir sua voz. Talvez só o plano espiritual entenda este amor, é um amor que foge das regras normais. Hoje dia dos pais, como todos os anos, celebro o dia do “meu pai”, o pai perfeito que só eu tinha, e realmente não estou sabendo o que fazer. Sinto vontade de gritar, chamá-lo, segurar sua mão, que mão linda que tinha meu pai...Que sorriso, que olhar... Ele era lindo! Queria abraçá-lo muito, e bem forte, sentir a mão dele no meu rosto, ele sempre segurava meu rosto pra falar comigo, e o perfume dele, não sei explicar, ele tinha um cheiro só “dele”, sabe, quando eu passava em algum lugar e sentia essa mesma fragrância, eu comentava, esse é o perfume do “meu pai”, para mim, as pessoas que estavam usando algo que era só dele. Sei que preciso me conformar e pedir muita luz para ele, mas no momento, preciso muito da ajuda do plano espiritual para aliviar essa dor em mim, é algo que eu não estou sabendo explicar, só sei que agora, ta doendo demais. Espero que de algum lugar, ele possa me ouvir, e agora entender a razão de muitas coisas. E se estiver me ouvindo, “FELIZ DIA DOS PAIS”. Te amo muito, pra sempre! Marília (ou “moleca”) se assim o Sr preferir.

02 agosto 2008

Frases de filmes...

*Aprendendo a Viver: As vezes a melhor maneira de se encontrar, é se perder na vida de alguém.
*A Casa do Lago:
Por favor permita que eu esqueça você...
*Efeito Borboleta: Faria alguma diferença se eu dissesse que ninguém poderia amar alguém tanto quanto eu amo você?
*Antes Que Termine o Dia: Dizem que um dos dois sempre ama mais, meu Deus, quem dera não fosse eu.
*Closer - Perto Demais: Você não entende nada de amor porque nunca soube o que é ceder .
*De Repente é Amor: Se não quiser parecer um idiota, não merece se apaixonar.

01 agosto 2008

O jeito

O que é que faz a gente se apaixonar por alguém? Mistério. Não é só porque ele é esportista, ou porque não é, também não tem nada a ver com beleza... A beleza é apenas um ponto de vista de cada um... O que é então?
Mistério decifrado: é o jeito.
A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. É o jeito de ele piscar, o jeito de caminhar, o jeito de usar a camisa pra fora das calças, o jeito de passar a mão no cabelo... É o jeito de suspirar no final das frases, o jeito de sorrir.
Vá tentar explicar isso!!
Conheci pessoas por quem nunca me interessei, talvez pelo jeito também: o jeito vulgar de falar, o jeito rude de tratar os garçons, um jeito mauricinho de se vestir, engravatado até na beira da praia. Nenhum defeito nisso. Pode até ser que eu tenha perdido os caras mais sensacionais do universo. Mas um cara só será o mais sensacional do universo se tiver um “jeito” de ser que não se possa explicar.
Porque esses “jeitos” que nos encantam não se explicam mesmo.

26 julho 2008

Felicidade...

Faça o que for necessário para ser feliz.
Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.
Mario Quintana

25 julho 2008

3.1

Amadurecimento...
A idade vai chegando e, com o passar do tempo, nossas prioridades na vida vão mudando. A vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar. Muda até a busca pela felicidade com o amor da sua vida. Agora, você procura melhor e começa a ser mais seletiva. Procura um cara bem resolvido, inteligente, trabalhador e um caráter admirável. Você procura por alguém que cuide de você quando está doente e que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando está de camiseta e chinelo. A liberdade de ficar sem compromisso, já não tem o mesmo valor que tinha antes. Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

Mario Quintana

23 julho 2008

Quando me amei de verdade

Quando me amei de verdade,
compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E, então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome...Auto-estima.
*
Quando me amei de verdade,
pude perceber que o meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra as minhas verdades. Hoje sei que isso é...Autenticidade.
*
Quando me amei de verdade,
comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início, minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama...Amor-próprio.
*
Quando me amei de verdade,
Desisti de ficar revivendo o passado... Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Sabedoria.
*
Quando me amei de verdade,
percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando eu a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é.... SABER VIVER
*
(Charles Chaplin)

22 julho 2008

Alguem que nos transforme

Amor não é se envolver com a pessoa perfeita, aquela dos nossos sonhos. Não existem príncipes nem princesas. Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos. O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser. (Mario Quintana)

15 julho 2008

Não deixe o amor passar

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida. Se os olhares se cruzarem e neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu. Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor. Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.
.
Carlos Drummond de Andrade
.

12 julho 2008

Coisinhas

Amor não se implora, não se pede não se espera... Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil, não torna ninguém fiel a você. Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz. Água é um santo remédio. Deus inventou o choro para o homem não explodir. Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso. Não existe comida ruim, existe comida mal temperada. A criatividade caminha junto com a falta de grana. Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar. Acreditar, não faz de ninguém um tolo... Tolo é quem mente! Filhos são presentes raros. Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves queabrem portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
Este quebra barreiras, une facções, destrói preconceitos, cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado. E vive a vida mais alegremente...
..
Artur da Távola
..

07 julho 2008

Cultura!

"A revelação"
De repente, a gente descobre que as festas típicamente caipiras que acontecem no mês de Junho são chamadas JUNINAS já as mesmas quando ocorrem no mês de Julho... passam a chamar JULINAS...!
Sabe que eu gostei !!!

27 junho 2008

Em que hora dizer...

Quando agente conversa...contando casos besteiras
Tanta coisa em comum...deixando escapar segredos
E eu nem sei que hora dizer...me da um medo ( que medo )
É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É eu preciso dizer que eu te amo...
E ate o tempo passa arrastado...só pra eu ficar do teu lado
Nessa novela eu não quero ser teu amigo
É que eu preciso dizer que te amo... Tanto
...
...

21 junho 2008

Início do Inverno

O inverno nos impõe vento frio no rosto, mãos geladas e olhar distante.
Ele nos lembra lareira, um bom livro, uma boa música.
Inverno pede uma companhia agradável, fondue de queijo e vinho tinto.
Ele clama por um banho quente e um endredom macio. Coisas do inverno...
________________________________(Minha autoria)

16 junho 2008

Interessante

Rodrigo Santoro, 32 anos, disse que se fosse mulher por um dia, gostaria de engravidar e dar à luz. "Uma coisa bonita deve ser dar à luz. É uma das coisas mais poderosas da mulher, eu acho. É algo invejável, singular", afirmou.
Ainda sobre as mulheres, o ator, que está solteiro, disse que as considera poderosas e que elas não têm nada de sexo frágil.
"Elas vieram de um macaco diferente, são muito poderosas. Esse negócio de sexo frágil é uma grande desculpa. São elas que controlam tudo!", disse.

Entrevista à revista Gloss deste mês

15 junho 2008

Aprendi !

Eu aprendi...
...que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;
...que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;
...que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;
...que é o AMOR, e não o TEMPO, que cura todas as feridas;
...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;
...que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
...que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;
...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.
(William Shakespeare)

13 junho 2008

De repente...

De repente a gente se dá conta que a vida é um conjunto de experiências a serem apreciadas. Cada dia, cada hora, cada minuto que passa...é especial.
Quando falar com alguem, olhe bem nos olhos da pessoa.
Ame profundamente e apaixonadamente, você pode se machucar, mas é a unica maneira de viver a vida em sua totalidade.
Lembre-se que um grande amor, assim como um grande sucesso, comporta um grande risco.
Case-se com alguém que gosta de conversar. Quando vocês envelhecerem, a habilidade no conversar será mais importante do que qualquer outra coisa.
São coisas que a gente vai descobrindo...

11 junho 2008

Pressa...

"Quando de repente a gente percebe que existe alguem com quem se quer passar o resto da vida, então mal pode esperar para que o resto da sua vida comece logo..."

07 junho 2008

Paquerar...

Paquerar é bom, mas chega uma hora que cansa! Cansa na hora que você percebe que apenas paquerar não vale tanto a pena, o que vale mesmo é ter apenas uma pessoa, alguem especial... Nessas horas sempre surge aquela tradicional perguntinha: Por que aquela pessoa pela qual eu trocaria qualquer programa por um simples filme com pipoca abraçadinho no sofá da sala não despenca na minha vida heim?
(Luiz Fernando Veríssimo)

Um devaneio meu...

  • Me deixei levar eu não refleti...♪
  • Que era a luz dos meus refletida em ti...♪

01 junho 2008

Chico Buarque...

>> Sempre com suas Rimas ricas, uma graça!!
>>
Apesar de você amanhã há de ser outro dia... Eu pergunto a você onde vai se esconder da enorme euforia... Quando chegar o momento esse meu sofrimento vou cobrar com juros, juro... Todo esse amor reprimido, esse grito contido, este samba no escuro...Você que inventou a tristeza ora, tenha a fineza de desinventar...Você vai pagar e é dobrado, cada lágrima rolada nesse meu penar... Inda pago pra ver o jardim florescer qual você não queria... Você vai se amargar vendo o dia raiar sem lhe pedir licença... E eu vou morrer de rir que esse dia há de vir antes do que você pensa...Você vai ter que ver a manhã renascer e esbanjar poesia... Como vai se explicar vendo o céu clarear de repente, impunemente... Como vai abafar nosso coro a cantar na sua frente...
Apesar De Você - Chico Buarque

Procuro um amor maduro...

O amor maduro não é menor em intensidade. Ele é apenas quase silencioso. Não é menor em extensão. É mais definido, colorido e poetizado. Não carece de demonstrações: presenteia com a verdade do sentimento. Não precisa de presenças exigidas: amplia-se com as ausências significantes. O amor maduro não disputa, não cobra, pouco pergunta, menos quer saber. Teme, sim. Porém não faz do temor argumento. Basta-se com a própria existência. Alimenta-se do instante presente valorizado e importante. O amor maduro é a capacidade de crer e continuar. É o sentimento que se mantém mais forte depois de todas as ameaças. O amor maduro é a valorização do melhor do outro e a relação com a parte salva de cada pessoa. Ele vive do que não morreu mesmo tendo ficado para depois. Vive do que fermentou criando dimensões novas para jardins abandonados cheios de sementes. Não exige, dá. Não pergunta, adivinha. O amor maduro não precisa de armaduras, coices, cargos, iluminuras, enfeites, papel de presente, flâmulas, hinos, discursos ou medalhas: ele vive de uma percepção tranqüila da essência do outro. Deixa escapar a carência sem que pareça paupérrima. Demonstra a necessidade sem que pareça voraz. Define uma dependência sem que se manifeste humilhante. Não precisa nem quer nada do muito. Está relacionado com a vida, por isso é pleno em cada ninharia e por ela transformada em paraíso. É feito de compreensão, música e mistério. É a forma sublime de ser adulto e a forma adulta de ser sublime e criança. É como o sol de outono: nítido, mas doce. Luminoso, sem ofuscar. Suave, mas definido.
Discreto, mas certo. É assim ...o amor maduro! (Artur da Távola)

31 maio 2008

Parecia...

26 maio 2008

25 maio 2008

Despedida dói?

"A razão por que a despedida dói tanto é que muitas vezes as almas estão ligadas. Talvez sempre tenham sido e sempre serão. Talvez tenhamos vivido mil vidas antes desta e em cada uma delas nos encontramos. E talvez a cada vez tenhamos sido forçados a nos separar pelos mesmos motivos. Isso significa que um adeus é, ao mesmo tempo que um adeus pelos últimos dez mil anos, um prelúdio do que virá um dia... talvez nos próximos dez mil anos."
(Diário de uma paixão)

22 maio 2008

O tempo da gente...

Preciso não dormir, até se consumar, o tempo, da gente. Preciso conduzir, um tempo de te amar, te amando devagar e urgentemente. Pretendo descobrir, no último momento, um tempo que refaz o que desfez. Que recolhe todo o sentimento e bota no corpo uma outra vez.Prometo te querer, até o amor cair, doente, doente, prefiro então partir a tempo de poder a gente se desvencilhar da gente. Depois de te perder, te encontro com certeza, talvez num tempo da delicadeza. Onde não diremos nada, nada aconteceu, apenas seguirei, como encantada ao lado teu!

17 maio 2008

Saudade é um pouco como fome...

Saudade é um pouco como fome.
Só passa quando se come a presença.
Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco:
quer-se absorver a outra pessoa toda.
Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira
é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.
.
(Clarice Lispector)
.
FCJ 12:37 Ch.ou

14 maio 2008

Falo do olhar que paraliza...

"Não me refiro ao olhar apaixonado. Falo de alguém. Falo do olhar que paralisa o outro e não se pode desligar. Que se apavora de adivinhar-se possivelmente feliz e se descobre em profundidade e espanto no poço do outro, no fundo do qual mora uma certeza nunca antes confirmada."
.
(Artur da Távola)
.
FCJHB 21:27 Ch.ou

13 maio 2008

Escrever

"Escrever é procurar entender, procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."
(Clarice Lispector)

09 maio 2008

"...Mas é carregado de afinidade."

"A grandeza do amor está na impossibilidade de sua catalogação, cristalização, definição, congelamento em fórmulas, formas e fôrmas. Ele é tão amplo, misterioso e profundo que sempre está além de onde o colocamos. Sempre surpreende. Sempre é mais. É outro. Aparece diferente. Aumenta na hora de acabar. Diminui na hora de existir. De vez em quando, coincide. Enfada, se permanece. Assusta, se ameaça partir. Cansa na constância. Desanima na inconstância. Cresce, porém na distância. Vive de um estranhamento. Mas é carregado de afinidade."

(Artur da Távola - 03/01/1936 à 09/05/2008)

FCJT 17:40 L.ei

08 maio 2008

Distância

"A distância é como os ventos: apaga as velas
e acende as grandes fogueiras."
(Machado de Assis)

04 maio 2008

Solidão vista pelo "Chico Buarque"

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar,
passear ou fazer sexo...Isto é carência.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência
de entes queridos que não podem mais voltar...Isto é saudade.
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe as vezes,
para realinhar os pensamentos...Isto é equilíbrio.
Tampouco é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente,
para que revejamos a nossa vida... Isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...Isto é circunstância.
Solidão é muito mais que isso...
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão, pela nossa Alma!!!

02 maio 2008

Ausência

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo. Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres, porque a ausência,
essa ausência assimilada, ninguém a rouba mais de mim.
Carlos Drummond de Andrade